Checklist: 5 regras indispensáveis de segurança em minas subterrâneas

fevereiro 1, 2017 2:35 pm Publicado por

A segurança em minas subterrâneas está normatizada no Brasil pela NR 22, aplicada ao trabalho em minerações subterrâneas, a céu aberto, em garimpos, beneficiamento de minerais e em pesquisas minerais. As medidas de segurança evitam a ocorrência de explosões, desabamentos (muitas vezes efeitos diretos das explosões) e doenças relacionadas à mineração.

Como uma das maiores dificuldades para os gestores é identificar todos os pontos problemáticos, elaboramos uma checklist com algumas ações para facilitar esse procedimento. Naturalmente, isso não substitui o trabalho dos técnicos e engenheiros de segurança do trabalho mas já fornece aos gestores operacionais uma boa noção de onde começar a análise para prevenção de acidentes, mantendo assim uma boa comunicação com esses profissionais.

Verificação da qualidade do ar

Em virtude da produção de metano, que é fonte comum de explosões, e também da propagação de poeira em espaços reduzidos é necessário a manutenção da boa qualidade de ar nos ambientes de trabalho e nas áreas de lavra. Nesses locais deve ocorrer a análise periódica da qualidade de ar, sempre com a viabilidade da utilização de água para evitar a geração de poeira onde existe manipulação da rocha ou minério.

Quanto à ventilação deve-se manter uma vazão mínima de ar fresco, lembrando que em áreas subterrâneas de perfuração com máquinas a diesel essa vazão deve ser maior. Além da NR 22 a NRM 06 também apresenta procedimentos e cálculos da vazão necessária em função do número de pessoas, máquinas operantes com combustão a óleo diesel e consumo de explosivos.

Controle do nível de ruído e adequação do local de trabalho

Além do ruído incidente nos trabalhadores é necessário manter sob controle a incidência deste nos entornos do local de trabalho. Sobre o ruído ao qual o trabalhador está exposto, as normas regulamentadoras demandam EPIs com abafamento relativo ao ambiente.

O empreendedor ainda deve garantir que o local de trabalho seja concebido, construído, equipado e mantido limpo e organizado de forma que os trabalhadores desempenhem suas funções com máxima redução de riscos e seguindo os princípios ergonômicos.

Controle da circulação e tráfego de pessoas e veículos

Minas possuem normas de tráfego, sendo proibido o trânsito a pé com exceção de atividades relacionadas a topografia e manutenção de sinalização. Veículos de pequeno porte sempre devem possuir sinais sonoros, bandeirolas e estarem com faróis ligados. Condutores de equipamentos, móveis ou semi-móveis necessitam de treinamento especializado e autorização dada pelos órgãos competentes. Por exemplo, para transporte de produtos perigosos o condutor deve possuir o MOPE – Movimentação de Produtos Perigosos.

Garantia do uso de EPIs por toda jornada

EPIs são obrigatoriamente fornecidos pelo empregador e é dever do funcionário utilizá-lo sob pena de medidas punitivas. Eles devem ser utilizados de acordo com as necessidades da função, como por exemplo máscaras para soldagem, respiradores para ambientes confinados, EPIs para trabalhos em altura, e assim por diante.

Pode-se inserir neste contexto as atividades em espaço confinado e a correta sinalização nos locais de trabalho. Essas medidas são denominas medidas de proteção coletiva, e são tão importantes quanto as individuais.

Acompanhamento da segurança por meio de câmeras

Mesmo que os EPIs e demais medidas de segurança sejam para o bem dos funcionários nem todos seguem as normas à risca. Câmeras de segurança, principalmente aquelas que podem ser acompanhadas em tempo real via internet permitem que o gestor monitore e realize ações de prevenção tão logo elas forem necessárias.

É dever do Programa de Gerenciamento de Riscos antecipar esses itens e não esperar que ocorra algum problema para que sejam tomadas as medidas ideais relacionadas à segurança do trabalho. No entanto, o gestor operacional deve manter uma relação estreita com a segurança do trabalho e assegurar que todas as medidas de segurança estejam sendo cumpridas para que a produção se mantenha constante.

Gostou de nossa sugestão de acompanhamento de frentes de trabalho por meio de câmeras? Veja também 5 maneiras de como prevenir perdas e roubos em almoxarifados.