Modelo móvel e independente chega ao mercado

dezembro 7, 2016 11:07 am Publicado por

4-mostra-bid
http://www.diariodocomercio.com.br/noticia.php?id=175858

Um sistema inovador de monitoramento de segurança está prestes a chegar ao mercado brasileiro por meio de uma empresa mineira. Desenvolvido pela iniciativa do arquiteto Fernando Pena, o Sistema Autônomo de Monitoramento (SAM) propõe a evolução dos sistemas existentes até então, já que é independente, móvel e sustentável, dispensando conexão com a rede elétrica e gastos com instalação. A tecnologia está sendo desenvolvida há dois anos e agora está pronta para a comercialização. A expectativa é produzir e vender 50 equipamentos do SAM em dois anos, gerando faturamento de R$ 2,5 milhões.

A ideia de desenvolver um produto sustentável e mais prático na área de segurança foi de Fernando Pena, mas a execução só foi possível por meio do apoio do Programa Inova Talentos, do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), que seleciona trainees para trabalhar em iniciativas inovadoras de pesquisa e desenvolvimento na indústria nacional.

Por meio do programa, o arquiteto adicionou à sua equipe a engenheira eletricista, Dayane Ferreira e o engenheiro de computação, Guilherme Almeida. Durante dois anos, a equipe desenvolveu a tecnologia do SAM, que foi reconhecida pela premiação do programa Inova Talento. Na etapa regional, o projeto ficou em primeiro lugar e na etapa nacional na terceira colocação. A inovação foi transformada em empresa que leva o mesmo nome da tecnologia e tem sede no bairro Sion, na região Centro-Sul da Capital.

Pena explica que a principal inovação do SAM é o fato de ele ser móvel e pronto para uso. Como funciona a partir de energia fotovoltaica, ele é livre de cabeamento e pode ser facilmente utilizado em qualquer ambiente que precise de monitoramento de câmera de segurança. “
Para instalar um sistema de monitoramento, o gestor da empresa ou do evento precisava, até então, passar por uma série de etapas. Ele tinha que fazer um projeto, contratar uma empresa, fazer a instalação e ainda depender de suporte. Com o SAM essas etapas são cortadas: o sistema é móvel e independente e pode ser alugado pelo tempo desejado”, afirma.

De acordo com ele, o SAM embarca uma câmera de alta resolução e sistema de vídeo analítico, que é capaz de aprender movimentos predeterminados e acionar um alerta. “Ele funciona a partir da necessidade do cliente: se a ideia é que depois de determinado horário não podem mais passar pessoas naquela região, o sistema vai ser programado para acionar um alarme caso alguém esteja nesse local em horário não permitido”, exemplifica. O arquiteto já investiu cerca de R$ 1 milhão no desenvolvimento da tecnologia e espera o retorno desse aporte em até quatro anos.

Entre os mercados que podem se beneficiar da tecnologia estão o de segurança pública, mineração, construção civil e esportivo, além de associações de bairros e promotores de eventos. De acordo com Pena, o aluguel do equipamento com a prestação de serviço custa cerca de R$ 5 mil. Ele destaca que o atual desafio da empresa é a comercialização da tecnologia, já que o produto é inovador e depende da confiança dos empresários em pleno período de crise. Mas ele afirma que já está negociando com algumas empresas e espera que, em dois anos, produza 50 equipamentos e fature R$ 2,5 milhões.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO SAM

• Mastro vertical com elevação de até 7 metros
• Sistema antissabotagem com alarme antifurto e rastreador.

Especificações técnicas:

• Dimensões: 2,3 metros altura (com mastro retraído); 1,55 metros de largura; 2,5 metros de comprimento
• Câmeras: resolução full HD (1920×1080)
• Opcionais: Iluminador zoom de até 36 vezes e 360º
• Gravação: até 90 dias (possibilidade de ampliação)
• Rede Sem Fio: até 10 quilômetros de alcance
• Rede de Celular: 4G