fbpx

Para garantir a máxima segurança nos canteiros de obras, é preciso que as soluções utilizadas sejam eficientes durante 24h por dia. O monitoramento durante o período diurno é mais simples de ser realizado devido à claridade proporcionada pela luz solar, mas como garantir a máxima proteção do local durante à noite? A resposta está no sistema de vigilância noturna!

Em obras de construção civil, a grande maioria dos roubos acontece justamente durante à noite, já que neste período o canteiro costuma estar parado e sem a presença de profissionais trabalhando no local. É por isso que investir em um sistema de vigilância noturna de qualidade pode fazer toda a diferença para inibir ações criminosas e ajudar na identificação dos indivíduos, caso algum furto venha a acontecer. 

Mas você sabe como é o funcionamento dos sistemas de monitoramento noturno? Abaixo, explicamos melhor como essa tecnologia funciona. Confira!

Como funciona o sistema de vigilância noturna?

Existem diferentes tipos de câmeras utilizadas para monitoramento noturno, como as câmeras com LED, câmeras com compensador de luz ambiente e câmeras térmicas. Contudo, as câmeras infravermelho é uma das tecnologias mais eficientes quando falamos em sistema de vigilância noturna.

Esses equipamentos possuem a capacidade de captar os movimentos através das ondas térmicas que são geradas pelos próprios objetos ou indivíduos a serem observados. Para garantir o correto funcionamento, as câmeras contam com uma placa de LED com emissores de raios infravermelhos e sensor de iluminação. 

Quando o sensor identifica baixa quantidade de luz no ambiente, a placa de LED recebe um sinal que aciona os emissores de luz infravermelha. A emissão da luz chega até um objeto ou uma pessoa, é refletida e retorna à câmera onde um sensor capta as as informações e forma a imagem.

O que considerar ao escolher seu sistema de vigilância noturna?

Para garantir que o sistema realmente seja eficiente e traga os resultados esperados, você deve observar algumas características que comprovam sua qualidade e eficácia. Dentre os principais requisitos, é importante observar:

Qualidade da imagem

Quanto maior a resolução da câmera, mais claras e mais nítidas serão as imagens. Por isso, o ideal é optar por câmeras com tecnologia Full HD, já que oferecem muito mais qualidade de imagem. A tecnologia Full HD permite o zoom digital para obter mais detalhes que em resoluções inferiores. Isso otimiza o processo de análise e avaliação posterior de algum problema ou acidente, quando as imagens forem requisitadas.

Área de cobertura

Geralmente, câmeras de visão noturna possuem alcance em torno de 15 a 20 metros. Por outro lado, a tecnologia das câmeras infravermelho permitem capturar imagens a uma distância de 30 metros ou mais. Portanto, sempre verifique a área de cobertura que a câmera possui e opte por aquela que atenda às demandas específicas do seu canteiro de obra. 

Visão panorâmica

Além de conseguir uma boa área de cobertura, é importante que o sistema de vigilância noturna proporcione uma visão panorâmica de todo o lugar a ser monitorado. Além disso, outros itens como inclinação e zoom controlados remotamente também são importantes e ajudam a garantir mais eficácia no monitoramento.

Acesso remoto

As imagens das câmeras de segurança, geralmente, são transmitidas para uma central de monitoramento, mas nem sempre o gestor de uma obra, por exemplo, consegue acompanhar as imagens transmitidas pelo computador. Por isso, o ideal é que o sistema permita acessar as imagens remotamente por meio de um smartphone, trazendo muito mais agilidade e praticidade para a rotina do profissional. 

 

Quer saber como otimizar a segurança em obras de construção civil? Conheça nossas soluções e conte com alta tecnologia para garantir mais tranquilidade e proteção à sua obra!